segunda-feira, 2 de março de 2015

"Melhor morrer de vodka do que de tédio", diz frase em perfil de mineiro que morreu em festa

O hábito de compartilhar ideologias e opiniões nas redes sociais se tornou comum, principalmente entre os jovens. Existe inclusive, uma aba no Facebook, onde as pessoas podem expôr frases inspiradoras e suas citações favoritas. É justamente neste lugar, onde o estudante mineiro Humberto Moura Fonseca, que morreu depois de consumir bebida alcóolica em excesso, escreveu: “melhor morrer de vodka, do que de tédio”. A triste ironia ainda pode ser vista no perfil do jovem no Facebook. A frase original, é do poeta Russo Vladimir Maiakóvski.

Garoto de Capelinha é adotado por casal de gay - Caso foi destaque em grande Imprensa


Casal gay conta história de adoção do filho, rejeitado por três casais heterossexuais: “Acharam ele muito feio e negro demais”

No fim de outubro, terminado o segundo turno das eleições, um telefonema de um dos grupos de adoção empenhados na busca ativa de pais para crianças em abrigos nos avisou.

Havíamos sido habilitados pela Vara de Família do Rio em julho e, três meses depois, uma criança que se encaixava em nosso perfil estava num abrigo numa pequena cidade no Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais. Partimos, com os corações aos pulos, eu e meu companheiro de 12 anos, numa viagem que nos pareceu interminável até Capelinha, cidade no Norte de Minas onde fica o Abrigo Lar Mamãe Dolores. Trata-se de uma jornada de avião até Belo Horizonte, outro voo até Montes Claros e quatro horas de carro alugado até Capelinha.

Durante a jornada, dentro do carro – e são 252 quilômetros entre Montes Claros e Capelinha – nossas cabeças doíam na expectativa do que poderia acontecer: será que ele vai com a cara da gente? E se ele não gostar de dois pais? Entre as intermináveis plantações de eucalipto que margeiam a rodovia estadual MG-308, a ansiedade só fazia crescer. Depois da ida à Justiça local, da visita ao advogado que daria entrada no pedido de guarda provisória, chegou a hora de conhecer o moleque.
O Lar Mãe Dolores é um abrigo simpático e simples para uma cidade paupérrima como Capelinha. PH estava lá: um menino de quatro anos que foi se aproximando desconfiado, mas que depois de 15 minutos, já estava brincando alegremente de carrinho com a gente. Nossos corações se encheram de esperanças, era emoção demais, carência demais de um lado e do outro, vontades súbitas de cair em prantos a troco de nada.

Tarifação extra para consumo de água terá início neste mês

Copasa pode definir sobretaxa a qualquer momento e quer inibir uso maior do que em 2014

A Copasa definiu ainda para este mês o início da tarifação extra para punir quem não economizar água. Uma fonte da empresa, ligada diretamente à ação, garantiu que a medida deve começar em poucos dias com o objetivo de restringir o uso da água pela população. A regra, segundo a fonte, é não deixar que o consumidor ultrapasse a média de consumo dos últimos 12 meses. A meta do governo mineiro é conseguir com uma série de ações uma redução de 30% da utilização da água da Copasa. Entre janeiro e fevereiro, esse índice teria chegado a 10%.

Apesar dessa determinação de sobretaxar o gasto excessivo, a decisão esbarra ainda na autorização da Agência Reguladora dos Serviços de Água e Esgoto de Minas (Arsae-MG), órgão autônomo que cuida da tarifação da água. O diretor geral, Antônio Abrahão Filho, garante que nenhum projeto de sobretaxa chegou à agência, por isso não quis se manifestar.

No entanto, uma fonte com trânsito na Arsae-MG afirmou que essa determinação do governo de Minas e da Copasa pode encontrar alguns obstáculos do ponto de vista técnico. “É preciso muito estudo e debate para tomar uma medida de tarifação, que é complexa, e isso não se faz a portas fechadas. O órgão vai agir com autonomia e não tomará decisões sem a análise técnica necessária”, afirmou a fonte. Para ser dada a autorização da cobrança de tarifas, a agência realiza audiências públicas e estudos técnicos, até que se chegue a uma conclusão.

Homem é baleado em restaurante de Diamantina

Tentativa de homicídio aconteceu no Restaurante Real D’Ávila, às margens da BR-367. Homem foi baleado na frente da família.

Um homem foi vítima de tentativa de homicídio na tarde deste domingo, 1º de março, em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha. De acordo com as primeiras informações, a vítima almoçava com a família no Restaurante Real D’Ávila, às margens da BR-367, quando foi surpreendida pelo autor, que efetuou disparos com uma arma de fogo em sua direção.


Um vídeo divulgado na internet mostra o momento em que o criminoso atira a queima roupa contra a vítima, conhecida na cidade como Bira. Ao perceber que o autor vinha em sua direção, Bira tentou correr, mas foi perseguido e parado pelo autor. A vítima foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada para a Santa Casa de Misericórdia de Diamantina. Seu estado de saúde ainda não foi divulgado.

Aconteceu no Vale 

domingo, 1 de março de 2015

Livro do Cônego José Gabriel é esgotado em apenas um dia

Bastou apenas o dia do lançamento para que todos os exemplares
disponíveis da primeira remessa do livro do Padre José Gabriel 
de Oliveira fossem vendidos em Capelinha. Um sucesso absoluto, graças a Deus. Já entrei em contato com o Padre José e a segunda remessa
do seu livro será enviada nos próximos dias. Assim que chegar faremos
comunicado através da Rádio Aranãs FM. Aguardem!!!

Por Tico Neves

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Conta de luz ficará 28,8% mais cara a partir de segunda-feira

A partir de segunda-feira, a tarifa de energia da Cemig terá reajuste médio de 28,8%. Em reunião hoje em Brasília, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu o percentual de reajuste extraordinários das distribuidoras. O índice varia de 2,2% a 39,5%. Para o consumo residencial, a alta em Minas será de 21,39%.

A alta servirá para cobrir o corte de repasse do Tesouro Nacional para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e os custos com a compra de energia. Além disso, o sistema de bandeiras tarifárias terá aumento de 83,3% também a partir do dia 2, passando de R$ 3 para R$ 5,5 no consumo de 100 kW/h.

O impacto será maior para as distribuidoras das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Isso porque só as três regiões pagam pela compra de energia de Itaipu e a cota da CDE é 4,5 vezes maior também. Em nota, a agência reguladora afirma que “no que se refere à compra de energia, o efeito mais representativo foi a variação dos custos de Itaipu. A energia dessa usina é alocada na forma de cotas às distribuidoras que atuam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e representa aproximadamente 20% da compra de energia dessas concessionárias. As tarifas a serem aplicadas por Itaipu em 2015 foram reajustadas em 46%, em dólar”, diz o texto.

No país, em média, o consumo residencial é de 163 kW/h, ou seja o aumento da bandeira tarifária deve ter impacto médio de R$ 8,96, quando ativada a cor vermelha. A partir da semana que vem, o governo federal deve iniciar campanha nacional para incentivar a economia de energia elétrica e combater o desperdício.
UAI

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Compre agora, por um ótimo preço!




Caminhoneiro de Itamarandiba morre em acidente


Um motorista de 28 anos morreu em um grave acidente nesta quinta-feira, 26 de fevereiro, na BR-418, próximo a Pedra da Boca, entre os municípios de Teófilo Otoni e Carlos Chagas, no Vale do Mucuri. De acordo com informações da Polícia Militar Rodoviária, o caminhão carregado com melancias passou por cima do guardrail e tombou às margens da rodovia. Com o impacto do acidente, o condutor identificado como César Ferreira, natural de Itamarandiba, no Vale do Jequitinhonha, não resistiu aos graves ferimentos e morreu no local preso às ferragens. A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada e após os trabalhos de praxe, o corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Teófilo Otoni.

Outro acidente Quase simultaneamente e bem próximo ao acidente relatado acima, uma carreta transportando galões de água mineral, também tombou às margens da rodovia. O motorista não ficou ferido. As causas dos dois acidentes ainda são apuradas.





















Fonte: Aconteceu no Vale 


quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Alunos de Diamantina aprendem a conservar escultura do século 18 com quebra-cabeça


Quebra-cabeça mostra a imagem de Santana Mestra, escultura do século 18 em madeira policromada, que foi restaurada no ano passado e ganhou um programa de educação patrimonial para conscientizar a comunidade sobre a importância da preservação

O distrito de Mendanha, em Diamantina, banhado pelo Rio Jequitinhonha, guarda joias artísticas tão preciosas quanto os diamantes que fizeram a fama da região e a fortuna de mineradores desde os tempos coloniais. Entre os tesouros está a imagem de Santana Mestra, escultura do século 18 em madeira policromada, que foi restaurada no ano passado e ganhou um programa de educação patrimonial para conscientizar a comunidade sobre a importância da preservação. A partir da próxima semana, alunos da escola local vão aprender, de forma lúdica e criativa, um jeito novo de zelar pelo bem: um quebra-cabeça da peça acompanhado de orientações sobre o que é permitido e não permitido para manter a integridade da imagem. “Trata-se de um plano de salvaguarda, seguindo as diretrizes do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG)”, informa o secretário de Cultura, Turismo e Patrimônio de Diamantina, Walter Cardoso França Júnior.

Idealizado pela Diretoria de Patrimônio da secretaria, o trabalho faz parte do projeto Educar, dirigido aos estudantes da rede municipal. A proposta é estender o formato de quebra-cabeça aos demais monumentos de Diamantina, que comemorou, em dezembro, 15 anos de reconhecimento como Patrimônio da Humanidade, título concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação,

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Garoto de Capelinha é adotado por casal de gay - Caso foi destaque em grande Imprensa


Casal gay conta história de adoção do filho, rejeitado por três casais heterossexuais: “Acharam ele muito feio e negro demais”

No fim de outubro, terminado o segundo turno das eleições, um telefonema de um dos grupos de adoção empenhados na busca ativa de pais para crianças em abrigos nos avisou.

Havíamos sido habilitados pela Vara de Família do Rio em julho e, três meses depois, uma criança que se encaixava em nosso perfil estava num abrigo numa pequena cidade no Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais. Partimos, com os corações aos pulos, eu e meu companheiro de 12 anos, numa viagem que nos pareceu interminável até Capelinha, cidade no Norte de Minas onde fica o Abrigo Lar Mamãe Dolores. Trata-se de uma jornada de avião até Belo Horizonte, outro voo até Montes Claros e quatro horas de carro alugado até Capelinha.

Durante a jornada, dentro do carro – e são 252 quilômetros entre Montes Claros e Capelinha – nossas cabeças doíam na expectativa do que poderia acontecer: será que ele vai com a cara da gente? E se ele não gostar de dois pais? Entre as intermináveis plantações de eucalipto que margeiam a rodovia estadual MG-308, a ansiedade só fazia crescer. Depois da ida à Justiça local, da visita ao advogado que daria entrada no pedido de guarda provisória, chegou a hora de conhecer o moleque.
O Lar Mãe Dolores é um abrigo simpático e simples para uma cidade paupérrima como Capelinha. PH estava lá: um menino de quatro anos que foi se aproximando desconfiado, mas que depois de 15 minutos, já estava brincando alegremente de carrinho com a gente. Nossos corações se encheram de esperanças, era emoção demais, carência demais de um lado e do outro, vontades súbitas de cair em prantos a troco de nada.

Negligenciado pelos pais alcoólatras, PH foi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...