segunda-feira, 11 de junho de 2012

Sexta Cultural teve apresentação do Grupo Cultural Adahun, Juvenal e Jorge e Osmar Lins

Osmar Lins - Sexta Cultural - Foto: Reginaldo Rodrigues - Blog RegisCap1
A quarta edição da Sexta Cultural prestou homenagem aos 30 anos da ACIAC (Associação Comercial de Capelinha) e levou novamente um bom público à Praça do Povo, centro de Capelinha.
No Palco os shows musicais com Juvenal e Jorge (Capelinha) e Osmar Lins (Minas Novas), mais uma vez o Grupo Cultural Adahun apresentou a “puxada de rede”.
A realização foi Casa da Cultura com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura,  Grupo Teatro Anim’Art, Centenário de Capelinha, Associação de Mulheres, PROART e Aranãs FM.

Fonte: RegisCap1

4 comentários:

Anônimo disse...

Caloteiros vão às urnas
Eles foram condenados em 2011 por desviar R$ 1,41 bilhão dos cofres da União e ainda assim podem se tornar aptos a disputar cargos nas eleições de outubro. Com a contabilidade reprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), 2.671 gestores em todo o país – entre prefeitos, vereadores, governadores, deputados, secretários e diretores de órgãos públicos – foram também multados em R$ 43 milhões. Pela Lei da Ficha Limpa eles estariam inelegíveis por um período de oito anos. No entanto, podem se beneficiar de um projeto em tramitação na Câmara dos Deputados. Apresentado há pouco mais de um ano pelo deputado Silvio Costa (PTB-PE), o Projeto de Lei Complementar 14/11 revoga artigo da Lei da Ficha Limpa e torna inelegível apenas aquele gestor que tiver as contas reprovadas em sentença definitiva da Justiça. Pela legislação atual, basta que as contas sejam rejeitadas pelo TCU ou Tribunal de Contas do Estado (TCE) por irregularidade insanável, o que caracteriza ato de improbidade administrativa. Ou seja, a norma não exige manifestação da Justiça. Na justificativa do projeto, o primeiro argumento usado pelo deputado Silvio Costa é justamente que os tribunais de contas não são instâncias do Judiciário. Para o coordenador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) e um dos idealizadores do projeto que culminou na Lei da Ficha Limpa, juiz Márlon Reis, a tentativa de alterar a legislação é uma "afronta" ao 1,6 milhão de brasileiros que participaram do abaixo-assinado para apresentação do projeto popular retirando da disputa eleitoral os maus políticos. "O que querem é abrandar a lei e beneficiar os condenados. Além disso, estão quebrando a autonomia entre os poderes, obrigando o Judiciário a se manifestar sobre uma reprovação de contas".

Anônimo disse...

ex-deputado estadual renunciou ao mandato uma semana após causar um grave acidente automobilístico, em 2009, que resultou na morte de dois jovens em Curitiba. Carli era alvo de uma sindicância aberta pelo corregedor-geral da Assembleia Legislativa e de duas representações – uma movida pelo advogado da família de uma das vítimas e outra pelo PMN. Pela Lei da Ficha Limpa, fica inelegível por oito anos a contar de janeiro de 2011, quando terminaria seu mandato de deputado. O irmão dele, o deputado estadual Bernardo Carli, também deve ter problemas com a Ficha Limpa, porque foi condenado à perda do mandato pelo Tribunal Regional Eleitoral paranaense. Motivo: caixa dois.

Anônimo disse...

Coriolano Sales (PSDB-BA)
O ex-deputado renunciou ao mandato em 15 de agosto de 2006, para escapar da representação movida pelo PV com base no relatório da CPI dos Sanguessugas. Coriolano foi acusado de receber propina em troca de emenda ao orçamento para a compra de ambulâncias pela empresa Planam. O mandato dele iria até 31 de janeiro de 2007. Pela Lei da Ficha Limpa, está inelegível até 31 de janeiro de 2015.

Anônimo disse...

Coriolano Sales (PSDB-BA)
O ex-deputado renunciou ao mandato em 15 de agosto de 2006, para escapar da representação movida pelo PV com base no relatório da CPI dos Sanguessugas. Coriolano foi acusado de receber propina em troca de emenda ao orçamento para a compra de ambulâncias pela empresa Planam. O mandato dele iria até 31 de janeiro de 2007. Pela Lei da Ficha Limpa, está inelegível até 31 de janeiro de 2015.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...