quinta-feira, 19 de julho de 2012

A operadora TIM está proibida de vender chips de celular em Minas


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou ontem a suspensão da venda de linhas da TIM, Claro e Oi. A medida não contempla em igualdade todo o país. A regra é que em cada Estado, a empresa com o maior número de reclamações será suspensa. Em Minas Gerais, a punição valeu para a TIM. A punição entra em vigor na segunda-feira.


Conforme a agência reguladora, a Oi não poderá vender chips em cinco Estados. Já a Claro será punida em três e a TIM, com o maior corte, será suspensa em 19. Segundo a Anatel, as empresas têm que apresentar um plano de melhoria dos serviços no prazo de 30 dias, contendo medidas capazes de garantir a qualidade do serviço e das redes de telecomunicações.



Segundo dados da Anatel, essas empresas respondem por 70,12% do mercado de telefonia móvel do país. A suspensão se deve às reclamações registradas na Anatel entre janeiro do ano passado e junho de 2012. As operadoras de telefonia móvel ocupam as primeiras posições no que se refere às reclamações nos órgãos de defesa do consumidor em Belo Horizonte. Conforme o coordenador do Procon da Assembleia, Marcelo Barbosa, a TIM se destaca nas queixas de falta de sinal. "O que acontece é que a empresa vende muito, mas não investe. Não coloca mais antenas", diz. A advogada do Procon Municipal, Daniela de Abreu Arruda, observa que a telefonia móvel está entre as principais queixas feitas no órgão.



A estudante de administração, Michelle Ocimara da Conceição Fagundes, que tem celular da TIM há dois anos, reclama do serviço. "No começo, o plano me atendia, o serviço era bom, mas no último ano, a qualidade deixou a desejar. O sinal cai bastante. Uma hora tem sinal, de repente, ele some. 
Chequei a fazer cinco tentativas para conseguir fazer uma única ligação", conta. Para a cliente, o problema é fruto do excesso da demanda. "Eles vendem mais chips do que realmente podem atender", observa. Para ela, a punição da Anatel é positiva. "É realmente necessário mais rigor", diz. 
E Michelle não é a única com problemas com a operadora. O contador Benedito Rocha é cliente de quatro operadoras e reclama da qualidade dos serviços. "No meu ranking das piores, a Vivo é a líder, seguida de perto da Oi e da TIM. Não é só o problema de cair a ligação, mas é a qualidade também. Tem vezes que não dá pra ouvir nem entender nada. Não é incomum eu ter de tentar nos meus quatro aparelhos pra eu conseguir completar uma ligação", diz.



O estudante Rafael Rodrigues é cliente pré-pago da Oi e diz que a qualidade do serviço varia muito dependendo do local onde é feita a ligação e que, desde de domingo, tem problema com o sinal. 
"Às vezes, não adianta insistir que a ligação não completa mesmo. A gente paga caro, mas não dá pra confiar", reclama. Com a medida da Anatel, a vendedora de chips pré-pagos da TIM, Thais Mara, terá problemas. "Minha meta é vender 22 chips por dia, mas vendo mais, de 30 a 40. Com o salário e a comissão, às vezes ganho até R$ 2.500 por mês", conta.



Em nota, a TIM classificou a medida como "extrema e anti-competitiva". (Com agências)

Sem vendas
Operadoras suspensas pela Anatel: 
Tim: Em 19 Estados, incluindo Minas Gerais 
Claro: Em três Estados
Oi: Em cinco Estados
Motivo: Número de clientes cresce mais do que investimento em rede

OTEMPO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...