sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Quem dá o pão dá o castigo / Eleições 2012


Por Lourival Brito
Após estimativa de seis mil anos, morreu uma árvore de espécie rara, capaz de viver por milênios. Os técnicos responsáveis pelo diagnóstico da causa mortis da nobre e gigantesca planta não conseguiam uma explicação consistente.

Sabe-se que periodicamente podavam alguns arbustos que cresciam por perto e rastelavam as palhas resultantes da poda, isto para assegurar que, havendo incêndio, a nobre árvore estivesse segura. Da ultima vez que fizeram a limpeza resolveram capinar próximo ao pé da planta e, daquele momento em diante, ela passou a apresentar sintomas de fraqueza; até morrer.

Senhor eleitor, os homens da política são tecidos da mesma fibra que você, sendo que para estes as chances de crescer foram diferenciadas, o que nem sempre ocorre com você, pessoa simples que luta para sobreviver. Sempre que tenta crescer pelo próprio esforço alguém vem e te poda.
O momento ELEITORAL é a única ocasião em que, na complexa teia de manipulações, o eleitor é quem manda e pode mostrar a grandeza e responsabilidade que há no ato do voto.
Votar certo é dar lição de cidadania, mostrar que sem você, ELEITOR, os grandes são um amontoado de lenha.
Os técnicos entenderam que sem as plantinhas a GRANDE ARVORE não viveria, matar as “ervas daninhas” significava matar a árvore, pois a “peste” mantinha um sistema de proteção. Elas juntas compunham uma espécie de inseticida natural que controlavam as pragas que por ventura viessem a ameaçar a árvore que por sua vez dava abrigo às plantinhas, que eram sensíveis às oscilações climáticas.
Se o político que você apóia não protege o interesse do povo, retire o seu apoio, pois, quando a comunidade precisar de crescimento, ele podará aquele que ousar despontar.
Quero Estar Vivo para Contar a História!!! 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...