terça-feira, 30 de outubro de 2012

Reunião com Polícia Militar define ações para circulação de motos de carga em Capelinha


 
CONFIRA a baixo a lista de equipamentos exigidos para motocicletas, motonetas
ou tricargos para o transporte de carga ou mercadoria

Uma reunião realizada na manhã desta terça-feira, dia 30, na sede da 23ª Cia. PM Independente, em Capelinha, definiu o calendário de ações até o final deste ano para a fiscalização e adequação de motocicletas, motonetas ou tricargos que fazem transporte de cargas ou mercadorias na cidade. A reunião contou com a presença do Major PM Anderson de Deus Aguiar, dos Sargentos PM Fernando e Ricardo, do presidente da ACIAC Mauricinho, do presidente da Câmara Laerte Barrinha e dos vereadores Zezinho da Vitalina, Déo Miora e Cleuber Luiz, além do diretor da Aranãs FM Tico Neves.

No encontro ficou acertado que a Polícia Militar vai continuar fazendo operações educativas e preventivas nas ruas de Capelinha, visando orientar e advertir os condutores de motos de cargas, moto frete, motoboy e motos de propaganda volante sobre a necessidade de instalação de equipamentos de segurança exigidos pelo CONTRAN. Também ficou decido que os proprietários desses tipos de motos terão até o dia 31 de dezembro para efetuarem, em 100%, a instalação dos acessórios de segurança, sob pena de multa e apreensão das motos.

Apesar das ações definidas na reunião, o Major PM Aguiar disse que “a Polícia Militar não será omissa na fiscalização nesse período”, salientando que as punições serão aplicadas aos condutores de motos em caso de alta velocidade, envolvimento em algum tipo de acidente ou falta de uso da viseira. Para o comandante da Polícia Militar de Capelinha “o Código de Trânsito é uma lei federal com validade para todo o território nacional e ninguém tem o poder de mudar as determinações e exigências estabelecidas pelo CONTRAN”.
              
 Confira abaixo a lista de equipamentos exigidos para motocicletas, motonetas
ou tricargos para o transporte de carga ou mercadoria:


I-                  Dispositivo de proteção de pernas e motor (mata-cachorro).
II-               Dispositivo aparador de linha afixado no guidon (antena corta-pipa)
III-            Dispositivo de fixação permanente ou removível, devendo em qualquer hipótese, ser alterado o registro do veículo para carga, sendo vedado o uso do mesmo veículo para ambas as atividades.
IV-           Dispositivo retrorreflexivo em toda a extensão lateral e traseira do equipamento que transporta a carga ou mercadoria.

Para o exercício da atividade o condutor deverá:

I-                  Ter no mínimo 21 anos.
II-               Possuir CNH de categoria “A” por, pelo menos, 2 anos.
III-            Estar vestido com o colete de segurança dotado de dispositivo retrorreflexivo com o selo de aprovação do INMETRO.
IV-           Estar usando capacete de segurança com viseira abaixada ou óculos de proteção e com a faixa retrorreflexiva.

OBS.: Se o transporte de carga for remunerado (moto-frete e motoboy) ou for moto de propaganda volante será exigido todos os equipamentos citados acima e as mesmas exigências para o condutor, além de:
I-                  Frequentar o curso de especialização de condutor de moto-frete como previsto na Resolução 356/10 do CONTRAN.
II-               A motocicleta ou motoneta deverá estar registrada na categoria “ALUGUEL”.  

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...