quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Idosas são soterradas e mais de 30 pessoas ficam desalojadas após forte chuva atingir Teófilo Otoni


Duas idosas foram soterradas e 35 pessoas tiveram que deixar suas casas às pressas após uma forte chuva atingir Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. 

A forte precipitação começou por volta das 18h dessa quarta-feira (28) e só deu uma trégua às quatro da manhã desta quinta-feira (29). De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade, os prejuízos causados pela chuva ainda não foram totalmente contabilizados, uma vez que muitos bairros estão inundados. Em alguns pontos, o nível da água chegou a dois metros de altura.
Segundo os bombeiros, houve registro da queda de pelo menos cinco árvores e nove riscos de desabamento. Uma ponte localizada no bairro Manoel Pimenta cedeu parcialmente e teve que ser interditada. Com o parcial desabamento, os moradores ficaram sem acesso a outros bairros da região Sul da cidade.


Conforme informações de Itamar Marlen Silva, primeiro sargento do Corpo de Bombeiros de Teófilo Otoni, as duas idosas soterradas, identificadas como Anália Soares dos Santos, de 95 anos, e Maria Odete da Silva Santos, 73, foram socorridas em estado grave. A casa das vítimas ficava na rua Edwald Middeldorf, no bairro Jardim Floresta, e não resistiu à força das águas por volta de 0h50 desta quinta. As idosas foram levadas para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade, mas precisaram ser transferidas para o Hospital Santa Rosália, onde permanecem internadas.

Também devido à chuva, um caminhoneiro perdeu o controle do veículo que dirigia na BR-116, na altura de Itambacuri, que fica a 30 km de Teófilo Otoni. Com a perda de controle, o caminhão, que estava carregado com peças para mineração, saiu da pista sentido Governador Valadares e tombou. O caminhoneiro, José Carlos Gonçalves, de 52 anos, ficou preso às ferragens e morreu na rodovia na noite dessa quarta.

Ainda de acordo com o primeiro sargento Itamar Marlen Silva, vários chamados sobre risco de deslizamentos e quedas de paredões foram registrados na manhã desta quinta, quando todas as equipes já estão nas ruas para auxiliarem possíveis vítimas e calcularem novos prejuízos. Agentes da Defesa Civil da cidade também trabalharam durante toda a madrugada e ainda contabilizam os estragos causados pelo temporal.
Todos os desalojados foram orientados a procurar casas de parentes ou abrigos cedidos pela prefeitura.

Otempo

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...