domingo, 27 de janeiro de 2013

Fogo em boate mata mais de 230 no RS

Foto tirada dentro da boate pouco segundos antes do incêndio começar no palco (Reprodução internet/www.facebook.com/1santamariense)
Foto tirada dentro da boate pouco segundos antes do incêndio começar no palco
Dor e sofrimento de incontáveis famílias em uma cena que se repete de forma mórbida. Neste domingo, o Rio Grande do Sul amanheceu de luto com aquela que pode ser a pior tragédia da história do estado, em episódio que lembra o desastre ocorrido em Belo Horizonte, há 11 anos, no Canecão Mineiro. Novamente o endereço foi a Andradas, mas desta vez a rua gaúcha de Santa Maria, cidade com 270 mil habitantes. E assim como aconteceu na capital mineira, a irresponsabilidade de artistas e administradores da boate com o uso de sinalizadores para a promoção de um show pirotécnico em ambiente fechado é apontada como causa para a morte de jovens. Desta vez, ao invés de sete, o saldo já passa de 230 mortos.



Testemunhas que estavam na Boate Kiss afirmam que o fogo começou durante o show com sinalizadores na apresentação de uma das duas bandas previstas para a noite, que era de festa universitária. Apesar da Polícia Militar confirmar mais de 230 mortos. Informações preliminares passadas pelo Corpo de Bombeiros confirmam que um integrante do grupo que estava no palco usou um sinalizador, que incendiou parte da espuma de isolamento acústico. Embora muitas pessoas tenham se ferido com o fogo, o que provocou a maior parte das mortes foi a intoxicação causada pela inalação da fumaça tóxica que se espalhou pela boate.
Segundo informações preliminares, o fogo teria começado por volta das 2h30 (Foto: Germano Roratto/Agência RBS)


*Com agências uai


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...