sexta-feira, 26 de abril de 2013

Segunda etapa do Programa de Combate às Drogas chega à Região do Alto Jequitinhonha com evento em Capelinha



Programa de Combate às Drogas, da Casa de Juscelino, que está de volta ao Vale do Jequitinhonha tem como objetivo levar informações a mais de 120 mil jovens (de 12 a 20 anos) residentes em 52 cidades da região. E a próxima parada será em Capelinha, onde irá reunir 14 cidades do Alto Jequitinhonha, em um grande evento.

Depois de passar pelas cidades de Almenara, no último dia 17 de abril e Pedra Azul, 19, com grande aceitação e sucesso de público, as reuniões itinerantes realizadas pela Casa de Juscelino chega em Capelinha, como objetivo consolidar o Programa de Combate às Drogas, nos 52 municípios da região do Vale do Jequitinhonha. A segunda etapa conta com 05 grandes eventos, que estão sendo realizados nos mesmos municípios do ano passado (Almenara, Araçuaí, Capelinha, Diamantina e Pedra Azul), com um grande diferencial: cada cidade visitada no ano anterior passou a ser cidade polo, para envolver os municípios, que estão ao seu redor e a Casa de Juscelino, está entregando para esses novos municípios, mais 40 mil livretos gratuitamente.

A Casa de Juscelino informa que o terceiro, dos 05 eventos, também já tem data e cidade marcada: será dia 26 de abril, no município de Capelinha, às 09 horas, no Plenário da Câmara Municipal, onde irá receber, para um grande debate, representantes das cidades de Angelândia, Aricanduva, Berilo, Carbolita, Chapada do Norte, Francisco Badaró, Itamaramdiba, Jenipapo de Minas, José Gonçalves de Minas, Leme do Prado, Minas Novas, Turmalina e Veredinha. Esses 14 municípios juntos somam mais de 36 mil jovens, na faixa etária de 12 a 20 anos, que necessitam de muita orientação e informação, para não caírem nas ciladas da droga. (veja relação de todas as cidades contempladas com o programa, no final da matéria).

O público alvo do Programa Vale do Jequitinhonha sem Drogas são jovens de 12 a 20 anos de idade, que de acordo com dados do IBGE de 2010, pelo somatório dos 52 municípios já ultrapassam a casa dos 120 mil habitantes. É uma verdadeira nação, que necessita de informações rápidas, precisas e convincentes, para não entrar na maior cilada existente no mundo denominada “DROGAS”. Que neste ano de 2013, escolhido como ano da jornada da juventude, os jovens moradores da Região do Vale do Jequitinhonha, recebam mais essa forma de proteção, via informação séria e de caráter emergencial, para que não virem vítimas das drogas.

O Programa Vale do Jequitinhonha sem Drogas foi lançado no dia 1º de setembro de 2012, e já no primeiro ano atingiu, direta e indiretamente, mais de 90 mil pessoas, com a distribuição de 30 mil exemplares, gratuitos, da cartilha “DROGAS ELAS JÁ ESTÃO AQUI!”.
   
O evento
A ação, que está acontecendo nas cidades polos tem como objetivo reunir
autoridades civis, militares, públicas e eclesiásticas, bem como toda a sociedade para conhecerem e entenderem o programa, assistirem uma palestra de conscientização, trocarem ideias, diretrizes e experiências sobre a prevenção e o trato com os que já estão envolvidos no mundo das drogas. Em cada reunião serão distribuídas as cartilhas “DROGAS ELAS JÁ ESTÃO AQUI!”, que mostra, entre outras informações, as consequências causadas pelo uso de drogas.

O programa é uma iniciativa da Casa de Juscelino em parceria com o SESI-MG, que visa alertar a população, através das famílias e das autoridades sobre seu papel na solução do problema que assola a Região do Vale do Jequitinhonha. A convocação abrange diretores de escolas, professores, orientadores educacionais, líderes comunitários dos municípios e demais lideranças de outras esferas sociais, que lidam com jovens, para que possam ajudar na conscientização e prevenção do uso de drogas entre os jovens da região.

A realidade das drogas
Segundo dados da Confederação Nacional dos Municípios, o crack é consumido em 93,48% dos municípios mineiros. Já o SUS (Sistema Único de Saúde) revela que das 8.961 internações realizadas em Minas Gerais no ano de 2007, 6,6% estavam relacionadas ao uso de drogas.

Entre os 27 estados brasileiros, Minas Gerais está no 4º lugar em consumo de crack, 4º lugar nas internações por motivos relacionados às drogas, 2º lugar em número de mortes associadas ao uso de drogas, 3º lugar em afastamentos do trabalho por motivo de uso de drogas, 2º lugar em aposentadorias decorrentes do uso de drogas. Segundo o Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas, a infraestrutura do Estado é suficiente para atender apenas um em cada cinco viciados. Há, atualmente, 4,5 mil dependentes internados no Estado.

De acordo com o presidente da Casa de Juscelino, Serafim Jardim, a droga é o pior dos inimigos, “pois ela mata, destrói o relacionamento familiar, acaba com princípios morais, além de sustentar a criminalidade responsável pelos assaltos, sequestros e assassinatos”, diz. Segundo ele, o programa que será lançado no Vale do Jequitinhonha é uma iniciativa esclarecedora e motivadora. “Não pretendemos solucionar tão complexo problema, mas apontar caminhos e nos mobilizar nessa luta, abandonando o nosso grande erro de achar que o problema é do Governo ou de quem quer que seja. O problema é de todos nós”, esclarece.

Perfil da Casa de Juscelino
A Casa de Juscelino é instituição de utilidade pública sem fins lucrativos, localizada na cidade de Diamantina (MG) e que atua na restauração e conservação do imóvel onde viveu o Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira. Ela também trabalha na elaboração e promoção de planos, projetos e programas para o desenvolvimento econômico e social e o combate à pobreza, especialmente na zona de influência do Vale do Jequitinhonha mineiro, e na promoção, por meio de planos e ações integrados, da ética, paz, cidadania, dos direitos humanos e da democracia em nosso País.

Em 28 anos de funcionamento, a Casa de Juscelino já recebeu mais de 250 mil visitantes. A Casa de Juscelino é uma instituição com estrutura mínima necessária para o seu funcionamento, com a maioria de suas atividades e funções exercidas pelo presidente, Serafim Jardim, e uma enxuta equipe operacional em Diamantina. Em Belo Horizonte, funciona o seu núcleo administrativo e de consultoria, representado por seu contador e assessoria operacional e jurídica.



Para contato e mais informações:
Serafim Jardim - Presidente
(31) 9982-4365

2 comentários:

Anônimo disse...

eu estive no evento e foii muito bom,queria que postassem as fotos;;

Anônimo disse...

postem as fotos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...