sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Expectativa de vida em Minas cresce, mas segue abaixo da média do sudeste


Mulheres vivem mais que os homens no Estado e expectativa chega a 78,30 anos. Para os homens, a média é de 72,47 anos

O IBGE divulgou nesta sexta-feira pesquisa que aponta aumento na expectativa de vida em Minas Gerais nos últimos 30 anos. O estudo faz parte da publicação "Tábuas de Mortalidade por Sexo e Idade – Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação – 2010”, com comparações com os indicadores de 1980.

Nos últimos 30 anos, a expectativa de vida dos mineiros cresceu 11,88 anos, atingindo a média de 75,37 anos. Para as mulheres, a idade passou de 66,10 para 78,30 anos. Já para os homens subiu de 61,07 para 72,47. Em Minas, as mulheres continuam vivendo mais e a diferença na expectativa de vida entre os sexos é de 0,8 anos.

Em relação à média nacional, a expectativa de vida aumentou 11,24 anos, atingindo 73,76 anos. As brasileiras vivem 77,38 anos, 7,17 a mais que os homens.
Quanto aos outros estados do Sudeste, o crescimento na expectativa de vida foi maior que a média, embora a taxa continue abaixo dos índices da região sudeste, que é de 75,40.

Na comparação ao restante do país, Minas Gerais passou de 9° lugar entre as maiores expectativas de vida para a 6ª posição, ficando atrás do Espírito Santo (75,61), Rio Grande do Sul (75,89), São Paulo (75,97), Distrito Federal (76,23) e de Santa Catarina (76,80).

Embora Minas Gerais siga acima do patamar nacional, em comparação a outros países latino americanos o estado fica atrás de Equador (75,63), Argentina (75,80), Uruguai (76,41), Chile (79,02) e Cuba (79,13).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...