terça-feira, 10 de setembro de 2013

Você já quis se matar?


Por Aléquison Gomes

Com esse caso do baixista do Charlie Brown, lembrei de um relatório da OMS, que saiu no ano passado, com informações de que um milhão de pessoas morrem por suicídio no mundo ao ano.

Isso é um fato social assombrador! 

Quem comete suicídio, não são aqueles que nasceram com raiva da vida e planejam se livrar dela (esses geralmente se tornam amargos e chatos). 

No geral, q
uem desiste de tudo são pessoas que querem a vida, mas não suportam a dor. 

Quem comete suicídio não quer se livrar da existência em si, quer se livrar imediatamente da angústia do momento, da amarração na garganta, da flecha que rasga a alma! Quem se mata não é culpado, nem covarde e nem o vilão. É a vítima de uma vida não compreendida, de um existir que ficou nublado, escuro e insuportável! 

No fundo todos sabem que um dia a vida ainda que dolorida, valeu a pena... Mas o fluxo secou! Olhe: pessoas estão perdendo lentamente o sentido de viver todos os dias á nossa volta. Casados, solteiros, namorados, colegas, amigos, conhecidos, gente distante e gente muito próxima. Gente que não se mata de uma vez, mas vai interrompendo o curso, morrendo devagar, se acabando, se apagando, ficando invisível. 

E nós, frequentemente estamos cegos ou fingimos não ver! 

Quem ainda não deixou o coração virar pedra, tem que se unir para fazer alguma coisa por alguém... Nesse mundo tão doido e frio, a única alternativa que temos é tentar combater a morte com vida, com graça e com o amor... 

No Caminho, te explico...

Um comentário:

Anônimo disse...

Alequison,
Tire todos os mitos e ilusões de sua vida e veja o que sobra. O suicida é um lúcido que não aguentou a verdade. E exerceu o seu direito NATURAL de morrer. ( Ou será de ir pro céu? rs)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...