sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Com qual deles você se identifica?


Por Aléquison Gomes

Há alguns anos, escrevi um texto com o título "Jesus era um cara festeiro". Tudo bem! Eu sei que me empolguei e posso ter exagerado no título. 

Mas foi exatamente essa sensação que tive ao perceber que o Jesus apresentado pelas religiões e consolidado pelas tradições dos homens é muito diferente do Jesus que encontramos no Novo Testamento. 

Veja algumas diferenças:

O Jesus criado pelos homens é um ser indiferente, severo e doido para mandar pessoas para o inferno, caso elas pisem na bola.

Já o Jesus apresentado no Novo Testamento, estende as mãos aos caídos, anda com gente esquisita, come com pecadores, conta histórias sobre reis festeiros, é amigo de crianças, se compadece de pessoas que sofrem e consegue ver beleza em lírios, pássaros, plantas e nas coisas simples da vida.

O Jesus criado pelas tradições dos homens chama de abençoado e próspero aquele que tem o melhor carro, a melhor casa e lugares de honra no tecido social.

Já o Jesus do Novo Testamento, diz que a vida de um homem não consiste na quantidade de bens que possui. E chama de bem aventurados os mansos, os pobres de espírito, os humildes, os que choram, os misericordiosos, os pacificadores, os justiceiros, os puros de coração e afirma que esses verão a Deus.

O Jesus apresentado pela religião mede o valor de um homem, pelo tamanho do dizimo que ele entrega em alguma instituição religiosa.

Já o Jesus dos evangelhos se preocupa mais com as condições do coração humano, do que com o poder de sua conta no banco...

O Jesus da religião diz que maior é quem tem mais discípulos, seguidores e prestígio social...

Já o Jesus dos evangelhos diz que o maior não é o que manda mais; e sim o que serve mais...

Bom, com tanta diferença assim, me identifico mais com o Jesus apresentado nos evangelhos.

No Caminho, te explico!

5 comentários:

Anônimo disse...

Bom resumindo este comentário então, abriremos mãos dos celulares altamente tecnológicos, doaremos as nossa tv para instuição de caridade, paremos de falar dos outros inclusive de líder religiosos,compraremos roupas no lojao do Brás de 10 reais e ingnoraremos as lindas roupas, como calça e camisa que compramos cada de 100 reais para cima , não é isso ? Venderemos nossas casas e repartiremos para quem não tem, venderemos nossos carros e passaríamos o dinheiro para a APAE.Enfim para falar da igreja de Jesus em comparação com os homens é preciso viver a igreja primitiva em atos,coisa que quase ninguém vive, inclusive você, pois fala demais disso e nunca vive como igreja primitiva.Falar do evangelho é fácil,e viver ele é difícil ele, para mudar os outros e ser moldados pelo o evangelho da justiça, a mudança tem que partir da gente, e não dos outros,experimente mudar seu estilo de vida e verás mudança,não somos capazes de mudar o mundo, mas si próprio sim....

Anônimo disse...

Nossa, o anônimo acima pirou a cabeça! Onde no texto ele fala sobre viver como igreja primitiva amigo? O cara está falando do Jesus que é apresentado e o Jesus que ele vê na bíblia, só isso. Não propôs nada de igreja primitiva, ou falou que isso deve ser feito. Só disse que um, é o Jesus de muitas igrejas e outro é o Jesus da bíblia

Anônimo disse...

Uai anônimo debaixo,afinal qual concepção de Jesus vocês têm ?
No próprio texto ele diz que Jesus não joga ninguém para o inferno, já começa com contradição bíblica, pois ele virá para julgar os mortos e os vivos .Ok ? precisa comentar mais ?
Examine-se vocês mesmos, será que está tudo ok?
Faça teologia e debata comigo neófito....abraços

Joao Alves disse...

nossa esse cara fala muito.acho que ele não entendeu direito o contexto da coisa.meu sonho tambem era que todos perdessem a vaidade .mas não é disso que o texto esta falando.

Joao Alves disse...

nossa esse cara fala muito.acho que ele não entendeu direito o contexto da coisa.meu sonho tambem era que todos perdessem a vaidade .mas não é disso que o texto esta falando.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...