quarta-feira, 20 de novembro de 2013

TURMALINA – MAIS UM ACIDENTE COM VÍTIMA FATAL

A foto acima foi publicada no facebook pelo nosso parceiro Dejonsyo Cordeiro (imagem que até o momento já recebeu dezenas de compartilhamentos e comentários). O acidente retratado aconteceu na manhã desta quarta-feira (20) nas imediações do SENAI de Turmalina.

O acidente que encabeça a lista de vários outros (como já foi publicado aqui na nossa página) mais uma vez desperta a opinião do público. 

Para Sonia Macedo a solução deve partir dos próprios condutores. “As pessoas deveriam ter menos pressa. Em uma cidade como Turmalina acidentes como esse é um absurdo”, disse. Para Fabiana Cordeiro providencias já deveriam ter sido tomadas. “Já está passando da hora de alguém tomar alguma providencia. Tem acontecido muitos casos em curto espaço de tempo”, relata.

 Para Adriano Macedo os motoristas não respeitam o limite de velocidade. “Geralmente os condutores que passam por esse trecho estão seguindo viagem e passam bem acima da velocidade permitida. Nesse ponto existem motos e carros atravessando o tempo todo”, explica. E depois sugere, “Trechos assim tem que ter redutores de velocidade, sejam eles quebra molas ou lombadas seqüenciais”, finaliza. 

De acordo com informações de populares, Samuel Francisco (que pilotava uma das motos) morreu no local do acidente. A outra vitima foi atendida pelo SAMU em estado grave.


Para efeito de informação, a Câmara Municipal de Turmalina já aprovou um requerimento (autoria Quincas/PSDB) obrigando o DNIT – Departamento Nacional de Transito a tomar providências para evitar o grande número de acidentes nesse trecho da BR 367. O que se apura é que a BR (assim como muita coisa que é de responsabilidade federal) está totalmente abandonada. Basta circular pelo trecho entre Minas Novas e Virgem da Lapa, mas essa é uma outra história de terror.



Para saber mais sobre a região:www.radioturmalina.com.br ou através da nossa nova emissora - www.radiominasnovas.com.br

5 comentários:

Anônimo disse...

Não adianta redutores e sinalização nessa cidade não,pois no local do acidente já existe placas de 40km,basta cumprir a legislação de trânsito, toda semana dentro da própria cidade existem vários acidentes, inclusive com amputamento de membros, sequelas irreversíveis,perdas físicas e materiais.Quem vai nesta cidade fica "deslumbrado" com um trânsito deste. Basta circular na cidade e deparar com tanta imprudência, imperícia e loucura,fazem adaptações no cano de descarga das motos provocando um barulho terrível,fazem zigue-zague, andam em alta velocidade, fazem ultrapassagem perigosa, não respeitam a placa PARE,não param na FAIXA de pedestre,trafegam na contra mão muitas vezes,enfim um cidade sem lei,precisamos de fiscalização,apreensão e bastante multa,aí as coisas melhoram....

João Inácio disse...

Sou vendedor e realmente o trânsito lá é bem parecido com a Índia.Aonde as motos possuem poder supremo nas vias,aonde os gritos das descargas adaptadas corrompem os nossos sonos e abrilhantam o interior com a poluição sonora ,são maiores que a "força" das autoridades.Hoje o cartão postal de Turmalina,são estas mais de 5.000 máquinas que fazem o giro $$$ da cidade.Acho que a lei da física já está valendo. " Dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço, no mesmo tempo "

Anônimo disse...

manda o anderson para lá uma semana resolve tudo igual resolveu em capelinha.

Anônimo disse...

o informação ficou pela metade, afinal o que aconteceu, o motoqueiro caiu ou foi atropelado...

Anônimo disse...

Olha o motoqueiro fatasma da 1 jeito ele multa atè o vento que passa em alta velocidade ou fazendo barulho aqui em capelinha rsrsrsrs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...