sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Exército assume trecho da Br-367 entre Virgem da Lapa e Minas Novas


Um grupamento do Exército Brasileiro , assume a partir desta quinta-feira (16) a manutenção de um trecho de 70 km da BR-367, entre os municípios de Virgem da Lapa e Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha (MG).

De acordo com o engenheiro chefe da 22ª Regional do DER- Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais, Marco Antonio de Lima, o grupamento de cerca de 70 soldados do Exército de Engenharia de Araguari, ficará alojado em Virgem da Lapa.

O convênio entre o Exército e o DNIT- Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre- para a manutenção do trecho, por 3 anos, é de R$ 23 milhões.
” As obras são de encascalhamento da estrada, reforma das pontes de madeira e manutenção de todo o trecho”, afirmou o engenheiro.

A estrada é uma importante ligação ente Minas Gerais e o litoral baiano.

Iniciada na década de 50, durante o governo de Juscelino Kubitschek, alguns trechos da rodovia se encontram em situação caótica. O asfalto, que começou a ser implantado em 1980, até hoje não foi concluído. As obras de asfaltamento foram prometidas pela presidenta Dilma Roussef durante visita a Araçuai e Jenipapo de Minas, mas até o momento, as promessas ainda não sairam do papel.

O primeiro trecho está localizado entre Minas Novas e Chapada do Norte. Em uma distância de 20 km o asfalto se alterna com a terra. Além da poeira, verdadeiras crateras se formaram ao longo da rodovia, provocadas pela erosão.

Depois de Chapada do Norte, a próxima cidade é Berilo. São mais 20 Km de terra em uma estrada que parece ter parado no tempo.
Nesse trecho estão localizadas as primeiras pontes de madeira da rodovia. O estado delas é crítico. Elas não oferecem nenhum tipo de segurança e estão sem proteção lateral e com várias tábuas soltas.

Medo e indignação. Esses são alguns dos sentimentos de quem se arrisca na BR-367. Nas pontes de madeira, caminhões e carros disputam espaço com pedestres e motociclistas.

De Berilo à cidade de Virgem da Lapa o percusso está cheio de buracos e pontes, sem o mínimo de segurança. Um dos pontos mais críticos é o da região conhecida como Córrego do Barbosa. No local existia uma ponte de concreto, que segundo os moradores, foi levada pela enchente há 9 anos.

Enquanto uma nova estrutura não é construída, quem precisa ir a Virgem da Lapa passa por dentro do córrego, que em período chuvoso torna-se muito perigoso.

Depois de Virgem da Lapa, o próximo trecho de terra é entre Almenara e Salto da Divisa, passando pela cidade de Jacinto.

Sendo que, até Jacinto, os 51 km de estrada também se alternam, entre asfalto e terra.

Depois de Salto da Divisa, a BR-367 continua em território Baiano. A rodovia, que passa por mais quatro municípios, está asfaltada e em boas condições.

http://portalvdl.com.br/

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...