terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Delegado do Vale do Jequitinhonha assume delegacia no estado de Goiás

Por Vicente Alves / André Tameirão

O Portal Aconteceu no Vale entrevistou na noite desta segunda-feira, 03 de janeiro, o Delegado Olemar Miranda Santiago. Olemar foi recentemente empossado Delegado de Polícia da 1º Delegacia de Polícia de Luziânia, no estado de Goiás.

Olemar Miranda Santiago é natural de Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, filho do ilustre Olemar Santiago Maciel, natural de Turmalina, e de Rosa Wilma Miranda Santiago, natural do Serro. Ambos advogados atuantes em Diamantina, onde residem.

O delegado falou sobre sua formação profissional, início de sua carreira, trabalho com a família em Diamantina e sobre o trabalho que será desenvolvido a frente da Delegacia de Polícia de Luziânia.

Olemar falou também sobre sua expectativa com relação à participação de sua irmã “Letícia Santiago” no reality show “Big Brother Brasil” da rede Globo de Televisão.-

Confira a entrevista na íntegra:

Portal Aconteceu no Vale: Quando o senhor se formou?
Dr. Olemar Santiago: Eu me formei em julho de 2012 pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Portal Aconteceu no Vale: Como se preparou para alcançar esse objetivo?
Dr. Olemar Santiago: A preparação para concursos é realmente uma prova de resistência, perseverança e foco no objetivo. Esse concurso, por exemplo, teve o edital lançado no final de 2012, entretanto, como são várias etapas, só agora os profissionais estão ingressando nos quadros da Polícia Civil.
Portal Aconteceu no Vale: O senhor chegou a atuar como advogado também ou não?
Dr. Olemar Santiago: Ainda no 9º período de faculdade eu logrei aprovação na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Assim, logo após a formatura, iniciei meus trabalhos como advogado.
Atuei no comitê eleitoral da campanha do ex-prefeito de Diamantina “Padre Gê” nas eleições de 2012. Momento em que, juntamente com o escritório do meu pai, Olemar Santiago Maciel, obtivemos vitórias importantes como a paralisação da CPI em curso, devido a graves erros.
Concomitantemente com a advocacia, eu continuei estudando, visando, principalmente, o cargo de delegado de polícia.
Portal Aconteceu no Vale: O senhor já fez um estudo da cidade em que está atuando? Quais serão as principais dificuldades que espera encontrar?
Dr. Olemar Santiago: A cidade é uma das mais perigosas do Estado de Goiás e também do Brasil. Ela está localizada no entorno de Brasília e, bem como as demais cidades do entorno, sofre com altos índices de violência. Tais índices são explicados pelos baixos investimentos em saúde, educação e infraestrutura.
Já existem programas do governo federal e do Estado visando melhorar esta situação e direcionar recursos para a região.
Durante o plantão, respondemos por 3 cidades: Luziânia, Cidade Ocidental e Cristalina.
Portal Aconteceu no Vale: Como o senhor “convive” com essa questão do alto índice de violência? Isso inibe os seus planejamentos?
Dr. Olemar Santiago: Os altos índices de violências realmente são desafiadores, e acabam muitas vezes prejudicando a atuação da PC naquilo que ela realmente deveria focar, que é a investigação criminal e a desarticulação das quadrilhas e organizações criminosas que agem.
Muitas vezes a alta quantidade de atendimentos acabam tornando as Delegacias espécies de cartórios.
Entretanto, todo o planejamento que a nova direção da PC no estado faz é no sentido de desafogar as delegacias de expediente, permitindo que os Delegados tenham tempo para dar seguimento nas investigações, atuando de forma inteligente e nas raízes do problema.
Portal Aconteceu no Vale: Muito se fala sobre unificação da PC e PM. O senhor pretende trabalhar em conjunto com a PM no combate ao crime na cidade de Luziânia?
Dr. Olemar Santiago: O trabalho em parceria com a PM é um dever nosso. Como instituições que dependem uma da outra mutuamente, enveredar em brigas institucionais e “quedas de braço” não resolvem nada. Pelo contrário, fazem prevalecer à criminalidade e a bandidagem.
Espero ter tranquilidade nesse aspecto, haja vista que meu pai foi advogado da PM durante vários anos, o que me possibilitou conhecer e ver a seriedade do trabalho desses profissionais.
Portal Aconteceu no Vale: Qual a sua expectativa à frente da delegacia Luziânia?
Dr. Olemar Santiago: Espero poder contribuir também não só na atividade fim que é a investigação criminal. Planejo trazer palestrantes aqui e fazer um trabalho preventivo antidrogas nas escolas. Algo parecido com o programa “PROERD” da PM. Isto porque não é difícil perceber que nas drogas, principalmente naquelas mais pesadas, é que está a raiz da maioria dos problemas que afligem os cidadãos e que acabam por desaguar nas delegacias.
Ainda estou conhecendo a cidade e estudando de que forma podemos colaborar para melhorar a percepção da população no que se refere à PC. Quanto à equipe com que trabalho, todas nossas conversas são no sentido de melhor atender aquela pessoa que chega fragilizada à Delegacia. Isto é, a pessoa já chega machucada, ferida, humilhada, e muitas vezes é vitimizada uma vez mais nos guichês das delegacias pela falta de atenção, falta de explicação do servidor que a recebe.
Parafraseando aqui o Prof. e Delegado de Goiás Edilson de Britto: É dever do Delegado e de sua equipe dar uma resposta para o cidadão que bate na porta da Delegacia, fazendo tudo que estiver ao seu alcance. Ainda assim, se não for possível resolver o problema, é dever do Delegado informar porque não pode. Afinal, todos somos servidores públicos, e é pra isso que somos pagos.
Portal Aconteceu no Vale: Apoio da família:

(Cimara (namorada), Letícia (irmã), Olemar filho, Rosa (mãe), Olemar pai, Henrique (irmão) – Foto: Arquivo Pessoal)
Dr. Olemar Santiago: No meu caso, o apoio do meu pai e da minha mãe certamente foi fundamental. Desde pequeno sonhava em cursar direito e ser “advogado” como ele, mesmo sem ter uma noção do que era. Ser advogado juntamente com ele, feito júris e atuado nas mais diversas áreas foi muito gratificante pra mim e me ensinou muita coisa. A minha mãe também sempre soube compreender e me acalmar nos momentos em que o stress dos estudos começam a passar da conta. Enfim, chegado o momento da aprovação, ver a felicidade nos olhos dos meus pais, do meu irmão e da minha irmã não tem preço.

(Família do Dr. Olemar Santiago – Foto: Arquivo pessoal)
Portal Aconteceu no Vale: Mudando um pouco de foco, como o senhor vê a participação da sua irmã “Letícia Santiago” no reality show “Big Brother Brasil”? Qual a sua expectativa?

(Dr. Olemar Santiago e Letícia Santiago – Foto: Arquivo pessoal)
Dr. Olemar Santiago: Todos nós da família temos muito orgulho da participação dela, e é claro, torcemos que ela vença o reality. Esperamos o apoio de todo mundo que conhece a família, conhece a Letícia e sabe a pessoa maravilhosa e bacana que ela é.

(Letícia Santiago – Foto: Arquivo pessoal)
Convocamos todo o pessoal de Diamantina, Turmalina, Serro, Gouveia, Capelinha e região para fazer mutirões de votação quando ela for indicada ao paredão, afinal ela é nossa representante no Vale.

(Letícia Santiago – Foto: Arquivo pessoal)
Portal Aconteceu no Vale: Considerações finais:
Dr. Olemar Santiago: Ao final, digo àqueles que sonham em ingressar nos quadros da Polícia Civil, sobretudo no cargo de Delegado, que não desistam dos seus sonhos. O sofrimento do concurso é temporário, já o cargo é para a vida inteira, e só não alcança aquele que desiste. Ademais todos aqueles que alcançam lembram com alegria da época do sofrimento. Não se esqueçam da família e dos amigos verdadeiros, pois eles sofrerão junto com vocês todo o isolamento e as dificuldades do período de estudo, e no momento da vitória sentirão a vitória como se deles fossem. Um abraço a todos e muito obrigado!
- See more at: http://aconteceunovale.com.br/portal/?p=20268#sthash.73jSqh6V.dpuf

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...