sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Estudantes fazem quebra-quebra no centro de Capelinha após suspensão de aulas

Alunos do 1º Ano do 2º Grau do turno noturno da Escola Estadual “Professor Antônio Lago” deixaram um rastro de destruição no centro de Capelinha na noite desta quinta-feira, 6 de fevereiro. Placas de sinalização de trânsito destruídas, lixo esparramado na rua e vidros da própria escola quebrados. 
Esse foi o saldo negativo contra o patrimônio público praticado por estudantes uniformizados. A ação obrigou a direção da Escola a encerrar o restante das aulas e a fechar o educandário. Segundo uma professora, que não quis se identificar, “o quebra-quebra só não foi maior porque a Polícia Militar chegou e conteve o tumulto”. Um estudante menor de idade foi apreendido e conduzido para prestar depoimento.

De acordo com informações de pessoas que se encontravam nas proximidades do educandário, o quebra-quebra teria começado após a liberação de alunos do 1º Ano, com a justificativa de que o governo decidiu acabar com as aulas à noite para quem não trabalha durante o dia. Assim, dezenas de alunos teriam de frequentar o curso no turno da manhã ou da tarde. O horário noturno das escolas passará a ser usado para ministrar cursos técnicos. A notícia surpreendeu os estudantes e foi o pivô dos atos de vandalismo. A decisão também causou revolta em alunos da Escola Estadual “Geralda Otoni Barbosa”.

Tico Neves 

2 comentários:

Maria do rosario Teles disse...

Gostaria de esclarecer que não houve nenhum ato de vandalismo pelos alunos da Escola Professora Geralda Otoni Barbosa. A diretora conversou com eles dentro da sala de aula, logo em seguida dispensou a turma que saiu normalmente sem barulho.

Maria do rosario Teles disse...

Gostaria de esclarecer que não houve nenhum ato de vandalismo pelos alunos da Escola Professora Geralda Otoni Barbosa. A diretora conversou com eles dentro da sala de aula, logo em seguida dispensou a turma que saiu normalmente sem barulho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...