quarta-feira, 12 de março de 2014

Deputados propõem ações de combate ao crack e outras drogas em Capelinha, em audiência solicitada por vereador Tadeuzinho


As dificuldades enfrentadas no combate ao tráfico de drogas em Capelinha, no Vale do Jequitinhonha, a falta de estrutura para tratamento de dependentes e de investimento em políticas de prevenção, foram as principais cobranças direcionadas à Comissão de Prevenção e Combate ao uso de Crack e outras Drogas, que realizou audiência pública na cidade no dia 11 de março.

A reunião foi um pedido do vereador Tadeuzinho, de Capelinha, ao deputado estadual Tadeu Martins Leite, que propôs à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) a realização da audiência pública no município.

Somente em 2013, a Polícia Militar registrou a apreensão de 412 pedras de crack, um aumento de 150% em relação ao ano anterior. “Coletando informações junto à população e às autoridades locais, pudemos perceber um problema grave decorrente do aumento do consumo de drogas, que é a falta de estrutura para tratar estes usuários, seja em clínicas de reabilitação ou em comunidades terapêuticas, mesmo que particulares”, informa o deputado Tadeu Martins Leite. Em relação à repressão, foi identificado na audiência o número insuficiente de policiais civis, entre escrivães e delegados, para a tarefa de investigação dos crimes relacionados ao tráfico.
Prevenção

Outro apelo foi por maior apoio financeiro ao PROERD, programa educacional desenvolvido pela Polícia Militar dentro das escolas junto a alunos do ensino fundamental no Estado.

O deputado Tadeu Martins Leite, que, desde o primeiro ano de seu mandato, já destina parte de suas emendas parlamentares ao PROERD no Norte de Minas, fez o compromisso de direcionar também recursos específicos para a Polícia Militar de Capelinha para que sejam utilizados na formação de monitores e em ações de prevenção, principalmente tendo em vista que a maior parte dos usuários de drogas são jovens.

Em janeiro deste ano, o parlamentar já havia disponibilizado recursos no valor de R$ 15 mil, por meio do Convênio nº 472/2013, para o centro de acolhimento Lar Mamãe Dolores, que abriga crianças e adolescentes, para aquisição de materiais esportivos, no intuito de contribuir com a prevenção ao problema. “É preciso criar oportunidades para que o jovem não tenha a curiosidade de entrar no mundo das drogas”, ressalta o deputado.

Ações práticas

Durante a audiência pública em Capelinha, foram aprovados seis requerimentos pedindo providências junto ao Governo do Estado para o enfrentamento ao crack e outras drogas no Vale do Jequitinhonha. 

Quatro deles são de autoria do deputado Tadeu Martins Leite. À Secretaria de Estado de Saúde, foi pedida a implantação de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e um Centro Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) em Capelinha. À Secretaria de Estado de Defesa Social, foi solicitada a implantação de um Centro de Internação para adolescentes que pratiquem atos infracionais, bem como implementadas medidas socioeducativas em meio aberto a fim de atender, de forma efetiva, a demanda existente na região; e providências para que a Subsecretaria de Administração Prisional (SUAPI) assuma a Cadeia de Capelinha.

Atuação

A Comissão de Prevenção e Combate ao Uso do Crack e outras Drogas foi criada em 2013 e, desde então, vem realizando uma série de audiências públicas na capital e no interior de Minas Gerais para debater temas a ela pertinentes. No total, no ano passado, foram realizadas 19 reuniões, com a participação de 118 convidados.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...