quarta-feira, 26 de março de 2014

As articulações e o projeto de expansão da UFVJM para as cidades de Araçuaí, Capelinha e Almenara foram elogiados pelo secretário executivo do MEC e recebem sinal verde para seguir em frente



Articulado pelo deputado federal Reginaldo Lopes e liderado pelo Movimento "A UFVJM é nossa", o projeto de expansão da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) para as cidades de Araçuaí, Almenara e Capelinha está mais próxima de se tornar realidade. O secretário executivo do Ministério da Educação (MEC), Luiz Claudio Costa, solicitou que o reitor da Universidade, Pedro Ângelo, encaminhe o plano pedagógico e administrativo, contendo informações sobre os cursos, professores e técnicos necessários e também sobre os terrenos onde os campi deverão ser instalados. “A interiorização da UFVJM, contemplando o Baixo, Médio e Alto Jequitinhonha é um caminho sem volta”, declarou Lopes.
O pedido do MEC foi feito no último dia 19, em reunião promovida por Lopes em Brasília e que contou com a participação de Costa, do reitor Pedro Ângelo, do prefeito e vice de Araçuaí , Armando Paixão e Rita Capdeville, respectivamente, da prefeita de Almenara, Fabiany Ferraz e do prefeito de Capelinha, José Antônio.


O parlamentar lembrou que a articulação para expansão da UFVJM iniciou em 2011, a partir da segunda etapa da Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), que contemplou a abertura de novas vagas nas instituições federais, além da criação de novas universidades e novos campi. Em 2012, o Conselho Universitário aprovou o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade, que prevê a instalação de campus em Capelinha, Araçuaí e Almenara. Já no ano passado foi a vez de definir os terrenos, áreas do conhecimento e cursos que serão ofertados em cada cidade. E agora foi apresentado o plano pedagógico, recebido com elogios pelo MEC.

O secretário executivo do Ministério ressaltou que a data certa para o início da implantação dependerá da aprovação, no Congresso, de um projeto de lei que garante mais professores e técnicos administrativos para as instituições federais de ensino superior. A criação dos campi está prevista dentro da terceira expansão da rede federal de ensino que será realizada pelo Governo Federal entre os anos de 2015 e 2018.

“Isso é compromisso de alma e de irmão, enquanto eu tiver representação na vida pública vou trabalhar para que o Vale do Jequitinhonha receba três unidades da UFVJM para fazer jus às distâncias da região e a sua diversidade”, afirmou Lopes.

Fonte: Marta Sampaio/ Site Reginaldo Lopes 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...