segunda-feira, 10 de março de 2014

Vereador Cleuber Luiz divulga nota de esclarecimento sobre projeto da festa do Capelinhense Ausente


O vereador Cleuber Luiz, que é um dos autores do projeto sobre as mudanças no Capelinhense Ausente, divulgou uma nota de esclarecimento. Confira abaixo na íntegra:


NOTA DE ESCLARECIMENTO

“Falhas no projeto sobre mudanças no Capelinhense Ausente impedem projeto de ser sancionado”
PORTAL ARANÃS – 28 FEVEREIRO DE 2014

“Falhas jurídicas levam prefeitura a vetar projeto sobre Capelinhense Ausente”
JORNAL ACONTECE – EDIÇÃO 50

Confesso que já não sei mais o que é “Falha” ou acerto!

Falhas; significado: de descuido, omissão, que não tem o peso legal, que não se realizou ou não produziu o efeito que se esperava, que tem falta (de alguma coisa).

Pois bem, o intuito da realização do projeto 56/2013, que foi aprovado por 9 (nove) votos a favor e 03 (três) abstenções, tem como objetivo: regulamentar uma das maiores festa da região. A FESTA DO CAPELINHENSE AUSENTE

Pois bem, vamos as FALHAS:

Na citada festa do Ano de 2013, por volta das 23 horas, bilheterias fechadas e com cartazes anunciando que os ingressos tinham esgotados, e, uma farra de cambistas na frente das mesmas, fazendo a venda de ingressos a 60, 70 e até 80,00 (reais), num total desrespeito ao capelinhense, pois naquele evento havia uma contra partida do município numa previsão de 300 mil reais, conforme informações extra-oficiais. Até porque, como legisladores, nunca ficamos sabendo os valores que são e foram repassados para a mesma.

Fui procurado por várias pessoas, como representante do povo, procurei os realizadores do evento: membros da prefeitura, prefeito e produtor, reclamei do absurdo, tudo isso na companhia do vereador Valdeci, iríamos até fazer um BO, mas não precisou, minutos depois, os ingressos apareceram e as bilheterias foram abertas novamente.

No Facebook, ingressos do parque de diversões estavam sendo oferecidos a revelia por 2, 50 e na bilheteria do mesmo, sendo vendidos a 4,00 outra FALHA.

Nos palcos principais do capelinhense uma invejável estrutura de som e iluminação; na frente do mesmo; nossos artistas, na platéia, aguardando as apresentações, numa cena triste, pois, artista da terra “Pratas da casa” deveriam estar no palco fazendo a festa do Capelinhense e recebendo pela mesma.

Como sempre um show de reclamação por parte de quem tem o direito de meia entrada, um show de reclamações de pais e alunos, pois o desrespeito imperou mais uma vez.

A Festa do Capelinhense é do ausente, pois reclamações de barraqueiros de nossa terra chegavam a todo o momento, quando não era por não ter conseguido vaga para trabalhar, pois os barraqueiros de fora fazem a festa, ora era pelos altos valores cobrados.

O Galpão Cultural por sua vez que funciona durante 9 noites e um dia (Domingo), e que tem sua renda para o Social, nada melhor seria utilizar sua estrutura para ajudar as entidades que durante 365 dias no ano ajudam nossa gente.

Desculpe pelas falhas no projeto, pois a intenção é a melhor. Estou citando a palavra “falha”, porque não tenho conhecimento ainda do Teor do VETO do Executivo. A única coisa que sei é houve falhas.... FALHAS.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...