sábado, 26 de abril de 2014

Operação percorre municípios da região do rio Vale do Mucuri contra desmatamento


Ações estão concentradas neste momento nos municípios de Itaipé, Novo Cruzeiro e Ladainha

As equipes de fiscalização contra o desmatamento na Mata Atlântica na região do Vale do Mucuri concentram suas ações nos municípios de Itaipé, Novo Cruzeiro e Ladainha. A Operação Macaco Muriqui, iniciada nesta quarta (23/04), busca identificar e punir pessoas e empreendimentos que suprimem irregularmente vegetação nativa da região.

A operação investiga áreas de desmatamento indicadas pelo monitoramento por satélite, bem como caminhões de carvão, comércio e empresas empacotadoras. Também está sendo verificada a situação de empreendimentos embargados em operações anteriores. O trabalho é coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente Desenvolvimento Sustentável (Semad) e tem o apoio das polícias Civil e Militar e do Ministério Público Estadual.

Durante as buscas no município de Ladainha, nessa quinta (24/04), os técnicos de uma das equipes identificaram dois pontos de supressão de vegetação que não constavam da listagem originalmente elaborada de locais a serem investigados. Nos locais, que totalizam 14 hectares, foram encontrados fornos, carvão proveniente de vegetação nativa e lenha. A maior parte da madeira, no entanto, já havia sido retirada. A multa para os responsáveis pode chegar a R$ 70 mil.

Tática

Segundo o diretor de Fiscalização dos Recursos Florestais e Biodiversidade da Semad, Bruno Zuffo, as equipe partem para campo com locais de desmate previamente identificados por satélite. “No decorrer do trabalho, os técnicos e policiais estão orientados para investigar qualquer possível irregularidade”, explica

Os pontos foram indicados pela vigilância realizada pelo Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) e pela organização não governamental SOS Mata Atlântica que, anualmente, divulga o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica. Segundo ambos os estudos, a região é uma das que mais concentra desmatamentos irregulares em Minas Gerais.

Bruno Zuffo explica que muitos dos pontos de desmatamento da região estão inseridos na Área de Proteção Ambiental Alto Mucuri o que agrava os crimes ambientais cometidos contra o bioma Mata Atlântica. A unidade de conservação possui 325 mil hectares, foi criada em 2011, e está localizada nos municípios de Caraí, Catuji, Itaipé, Ladainha, Novo Cruzeiro, Malacacheta, Poté e Teófilo Otoni.

As equipe que participam da Operação Macaco Muriqui permanecem na região, pelo menos, até a próxima semana. Cerca de 60 participam do trabalho que tem o apoio de duas aeronaves

Aconteceu no Vale 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...