segunda-feira, 5 de maio de 2014

Feriadão do Dia do Trabalho tem mais mortos que na semana santa


O número de mortos nas rodovias mineiras em quatro dias de recesso prolongado do Dia do Trabalho já supera os óbitos da semana santa e Tiradentes nas estradas federais do estado. Pelas informações preliminares das polícias rodoviárias Federal (PRF) e Estadual (PMRv) já são 16 mortes, contra 15 computados no último feriado de abril somente nas BRs. Houve, ainda neste recesso, 94 feridos. Dois dos mais graves acidentes envolveram ônibus de passageiros e deixaram quatro mortos e 34 feridos, no Vale do Aço e na Grande BH.

No início da noite de anteontem, uma idosa de 70 anos morreu presa às ferragens num acidente no Km 129 da BR-458, em Ipaba, no Vale do Aço. Geralda Cândida estava num Fiat Uno com placa de Tarumirim que se envolveu em acidente com uma motocicleta de Governador Valadares e uma picape Toyota Hilux de Ipatinga. Duas pessoas que estavam com a mulher no veículo e o motociclista sofreram ferimentos graves. Os dois ocupantes da picape tiveram ferimentos leves. Todos os envolvidos foram socorridos pelos bombeiros militares e levados para o pronto-socorro de Ipatinga.

Em Sabará, na Grande BH, seis pessoas se feriram num acidente que envolveu um Gol de Maringá (PR) e um Uno de BH, no fim da tarde de anteontem, no Km-440 da BR-381. Duas vítimas ficaram presas às ferragens. As vítimas foram socorridas pelos bombeiros e Samu e levadas para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em BH, e para o pronto-socorro de Caeté.

No Bairro Igrejinha, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, outro acidente resultou em três mortos e um ferido na manhã de sexta-feira, no Km 124 da BR-267. Um carro com quatro ocupantes tentou ultrapassar um ônibus e acabou batendo de frente com outro veículo de transporte de passageiros. Todas as vítimas estavam no carro. Na BR-040, altura de Ribeirão das Neves, quatro carros bateram no Km 515, mas ninguém ficou ferido. O trânsito ficou lento.

FERIDOS A ocorrência mais grave no feriadão, com registro de três mortos e 33 feridos, ocorreu na madrugada de sexta-feira, por volta das 5h30, na Rodovia da Morte, como é conhecida a BR-381 entre BH e Governador Valadares. Uma carreta com placa de Porto Seguro (BA), que seguia no sentido Governador Valadares, invadiu a contramão no Km 227, em Santana do Paraíso, no Vale do Aço, em trecho de pista simples que dá acesso ao Bairro Rocinhas, e atingiu a lateral de um ônibus da Viação Gontijo, que rodava no sentido oposto, indo de Fortaleza (CE) para São Paulo (SP). Morreram no local dois passageiros do veículo de transporte interestadual e um dos três ocupantes da carreta.

Também na BR- 381, cinco pessoas ficaram feridas depois da batida entre um Uno e um Gol no km 440. Duas vítimas ficaram presas às ferragens. O acidente ocorreu por volta das 17h30, na altura de Ravena, distrito de Sabará, na Grande BH. A pista ficou interditada por cerca de uma hora.

Já na noite de sexta-feira morreu uma mulher de 68 anos que tinha sido resgatada com vida de uma batida entre um Uno de Santa Luzia e um Peugeot de Carandaí, subindo para três o número de óbitos no mesmo acidente. Elza Rosa da Cruz Silva era passageira do Uno e foi levada em estado grave para o Hospital Maternidade São José, naquele município, mas não sobreviveu.


Capotamento no Mangabeiras

O motorista Gilvan Rafael dos Santos, de 18 anos, inabilitado, capotou o Fiat Linea na tarde de ontem na Avenida Agulhas Negras, Bairro Mangabeiras, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A Polícia Militar esteve no local e socorreu o rapaz, que depois foi levado para a delegacia de plantão do Departamento de Trânsito (Detran). Ele disse que foi fechado por um táxi, perdeu o controle, subiu no canteiro, bateu numa árvore e capotou. Uma testemunha disse aos bombeiros que ele dirigia em alta velocidade.

UAI

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...