quinta-feira, 1 de maio de 2014

Multas aplicadas em operação contra desmatamento no Vale do Mucuri superam R$ 2 milhões


Balanço preliminar da operação de fiscalização contra o desmatamento no bioma Mata Atlântica, realizada no Nordeste de Minas Gerais, indica que serão aplicadas, no total, multas que superam R$ 2 milhões. A ação acontece desde o dia 22 de abril em oito municípios da região de Teófilo Otoni e é coordenada pelo Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema).

No total, foram embargados 350 hectares de áreas desmatadas ilegalmente e 16 pessoas foram presas. Também foram apreendidos 10 mil metros cúbicos de lenha e 300 de carvão provenientes de madeira nativa, o que corresponde a 1.300 caminhões de transporte do tamanho mais comum encontrado em Minas Gerais.

O superintendente de Fiscalização Ambiental Integrada da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marcelo da Fonseca, afirma que o grande tamanho das áreas surpreendeu as equipes. “Observamos áreas desmatadas de até 60 hectares, enquanto o tamanho médio das propriedades investigadas era de 50”, destaca.

Fonseca observa que, inicialmente, a operação investigaria áreas de desmatamento indicadas pelo monitoramento por satélite. “Durante as buscas as equipes encontraram diversas outras áreas de desmate”, afirma. “Também foram fiscalizados caminhões de carvão, comércio, empresas empacotadoras e empreendimentos embargados em operações anteriores”, completa.

As equipes que integram a Operação Macaco Muriqui percorrem os municípios de Ladainha, Novo Cruzeiro, Itaipé, Malacacheta, Caraí, Poté, Teófilo Otoni e Catuji. No local, estão localizadas duas unidades de conservação estaduais, a Área de Proteção Ambiental (APA) Alto Mucuri e a Área de Proteção Especial (APE) Todos os Santos, o que agrava os crimes ambientais cometidos.

Segundo dados do Sisema, Ladainha, Itaipé e Novo Cruzeiro são os três municípios do Estado onde mais se encontram desmatamentos. São 60 técnicos do Sisema e das polícias Civil e Militar na operação, que tem o apoio do Ministério Público Estadual.

Aconteceu no Vale 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...