sábado, 4 de outubro de 2014

Integrantes do MST ocupam o prédio da Prefeitura de Novo Cruzeiro


O prédio da Prefeitura de Novo Cruzeiro, no Vale do Jequitinhonha, foi ocupada por integrantes do Movimento dos Sem Terras (MST), na manhã desta sexta-feira, 3 de outubro. Os moradores do acampamento Nova Vida realizaram a manifestação com intuito de pressionar a atual administração a assinar um decreto de desapropriação da Fazenda Córrego Novo, na zona rural do município, ocupada pelo grupo há 13 anos.

A reintegração de posse da terra já foi determinada pela justiça em sua última instância. Sem alternativa, os moradores procuraram a ajuda do município que se mostrou solícito com a causa. A prefeitura e a Câmara Municipal se comprometeram a emitir um decreto determinando que o espaço de 27 hectares da fazenda é uma área de interesse social, conseguindo assim junto ao INCRA a indenização dos proprietários e a demarcação das terras.


A solução agora depende de detalhes burocráticos, faltando apenas alguns documentos. Em conversa com o prefeito, os participantes do protesto agendaram uma reunião para a próxima sexta-feira entre a equipe jurídica do MST e da prefeitura, para que a burocracia seja superada e o problema resolvido de imediato.

O presidente da Câmara de Vereadores de Novo Cruzeiro também esteve presente no protesto e reafirmou o seu compromisso em emitir um decreto pela prefeitura que será votado em imediato na Câmara. Salientando ainda que o prefeito tem demonstrado interesse em solucionar o problema que já se arrasta ha mais de uma década.

Os moradores do acampamento Nova Vida são responsáveis por boa parte da produção agrícola do município, representando uma fatia significativa da encomia do mesmo, podendo ter consequências sociais e econômicas irreversíveis para a cidade, caso o problema não seja solucionado.

(Fonte: Estação Novo Cruzeiro)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...