quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Cruzeiro e Atlético devem jogar debaixo de chuva HOJE


Cruzeiro e Atlético devem disputar o título da Copa do Brasil debaixo de chuva na noite desta quarta-feira no Mineirão. O em.com.br ouviu três institutos de meteorologia nesta manhã e eles confirmam a possibilidade de chuva na hora da partida, às 22h. Os torcedores que vão ao jogo devem se preparar para enfrentar tempo ruim no caminho para o estádio, durante a partida e na volta para casa.

“A possibilidade é de 95% com chuva na hora do jogo. Uma frente fria está atuando sobre Minas Gerais e podemos ter chuva não só antes como durante o jogo, com intensidade moderada”, explica o meteorologista Ruibran dos Reis, do Instituto Climatempo. “De hoje para amanhã podemos ter de 30 a 40 milímetros de chuva. Na hora do jogo, se der uma chuva de oito a 10 milímetros (durante uma hora) já é uma pancada forte”.

Reis afirma que a chuva não deve vir acompanhada de rajadas de vento forte, mas os torcedores devem se preparar para o frio. “A temperatura vai estar em 19 graus, com sensação térmica de 16 a 17 graus. Isso porque quando a umidade está alta a sensação de frio é maior”, esclarece.

O meteorologista do Centro de Climatologia da PUC Minas TempoClima, Heriberto dos Anjos, também confirma a possibilidade de chuva na hora da partida, considerando as áreas de instabilidade sobre Minas Gerais. De acordo com ele, a capital terá chuvas intermitentes ao longo do dia, como a que atinge a cidade desde a madrugada. “A (temperatura) mínima registrada hoje foi de 17 graus, a máxima é de 25 e até o final de semana a situação não deve mudar. A chuva continua não só na Grande Belo Horizonte, mas em toda Minas Gerais”.

De acordo com o meteorologista Jorge Moreira, do 5º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), deve chover pelo menos na segunda metade da partida. Entre as 6h e 7h desta quarta-feira, choveu 18 milímetros na região da estação meteorológica da Pampulha, que fica bem perto do Mineirão. No último domingo, foram 23 milímetros.

Considerando o acumulado do último fim de semana até esta quarta, Moreira destacou também a possibilidade de que o gramado possa ser prejudicado pela chuva. Heriberto dos Anjos, da PUC, também comentou a situação do gramado do estádio. No último domingo, quando o Cruzeiro saiu vitorioso contra o Goiás, a chuva formou poças d'água em alguns pontos do gramado.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...