sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Cemig faz campanha para evitar racionamento de energia


A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) vai pedir a população para reduzir o consumo de energia, numa tentativa de evitar o racionamento do insumo, a exemplo da decisão da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), que anunciou um plano emergencial, diante da situação crítica dos mananciais de água no estado. O novo presidente da companhia, Mauro Borges Lemos, admitiu, hoje pela manhã, ao tomar posse no cargo, que o uso racional e eficiente é a única alternativa imediata para impedir que um racionamento de energia seja decretado neste ano. "Assim conseguimos sobreviver este ano. Acredito que com o consumo eficiente nós não teremos racionamento", afirmou.

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, reconheceu que se o nível das represas das usinas hidrelétricas cair abaixo de 10%, o governo federal se verá obrigado a racionar o fornecimento do insumo. Segundo Mauro Borges, a Cemig fará uma campanha com o apoio do governo estadual para que a população economize energia e use corretamente o insumo, mas não mencionou meta de corte no consumo. A aplicação de multas para quem não reduzir a conta está descartada.

Estado de Minas


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...