terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Ginecologista consegue habbeas corpus e aguardará julgamento em liberdade

Depois de quase três meses preso, o ginecologista Marco Plínio Câmara Sampaio, acusado de práticas libidinosas por pacientes de Turmalina e Capelinha, deixará a prisão e aguardará em casa a audiência de instrução e o julgamento, marcados para os dias 12, 13 e 14 de janeiro. Foi o que decidiu o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) na tarde desta segunda-feira, 5 de janeiro, por volta das 17h. O desembargador de plantão deu decisão favorável ao segundo habbeas corpus impetrado pela defesa do profissional. “Conseguimos a conversão da prisão em prisão domiciliar”, comenta o advogado Rodrigo Bebiano Pimenta, cuja equipe trabalha no caso em parceria com a equipe do advogado Leonardo Guimarães, de Belo Horizonte.

Na audiência de janeiro serão ouvidas mais de 60 pessoas, a maioria testemunhas de defesa, que realizaram diversas manifestações em praça pública e também na porta da cadeia de Turmalina. Após a notícia da decisão que determinou a soltura do ginecologista, muitas pessoas de Turmalina comemoram nas redes sociais. “Obrigada senhor pela vitória desse profissional humano que fez tanto por nossa sociedade”, comenta Marilene Rodrigues. Algumas pessoas já se aglomeram na porta da cadeia à espera de notícias e da soltura do ginecologista, que aguarda apenas a chegada do documento de soltura para deixar a cadeia, situação que pode acontecer ainda esta noite ou amanhã de manhã.

Fonte: Por Rosa Santos – Portal de Capelinha / Jornal Acontece Regional

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...