segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Polícias desmonta quadrilha de pedras preciosas em Turmalina


As Polícias Civil de Bocaiuva, Capelinha e Montes Claros realizaram na manhã desta sexta-feira (23) uma operação para desmanchar uma quadrilha de garimpeiros no Norte de Minas. Foram presos Adilson Alves Pereira, 22 anos, apontado como um dos chefes do grupo, e Sérgio José Pires, de 24 anos. Eles são suspeitos de integrarem uma organização criminosa que roubava pedras preciosas na região. Foram expedidos nove mandados de prisão preventiva e 10 mandados de buscas e apreensões em Caçaratiba, no município de Turmalina.

Segundo a polícia, desde outubro do ano passado, são investigados os roubos que vinham acontecendo em uma mineradora de Pedregoso, município de Bocaiuva. A quadrilha invadia o garimpo, que tem autorização para realizar o serviço, e fazia a extração das pedras de forma ilegal.

De acordo com o Delegado da Polícia Civil de Bocaiuva, Adalberto Fernandes Ferreira, eles sempre agiam a noite. “Eles só iam à noite para o garimpo. Ao chegar no local, apontavam armas para os funcionários, desciam até a cisterna e utilizavam os explosivos para extrair as pedras”, conta.

O delegado diz que as pedras provavelmente seriam exportadas. “Já tinham vários receptadores, inclusive internacionais. Mas ainda nenhum receptador foi identificado. A suspeita é que as pedras seriam levadas para fora do país”, afirma. Ele conta ainda que há indícios de roubos milionários no garimpo. “Há uma conversa de que nas últimas semanas teriam sido extraídas mais de R$ 500 mil em cristais”, relata. Durante a operação foram apreendidos dois carros, entre eles um de luxo.

Dos nove mandados de prisão, apenas dois foram cumpridos. Os suspeitos foram presos em casa. Adilson Alves Pereira e Sérgio José Pires foram encaminhados para a delegacia de Bocaiuva. Os outros sete suspeitos permanecem foragidos.
Os acusados vão responder por roubo, formação de quadrilha, receptação, e subtração e extração de bens minerais de forma ilegal. Se condenados eles podem pegar até 12 anos de prisão.
Fonte: Portal Aranãs

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...