sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Confira 8 dicas para você economizar combustível

O governo reajustou as alíquotas do PIS e Cofins sobre a venda de óleo diesel e gasolina. Com as novas normas, o litro do diesel pode ficar R$ 0,15 mais caro, enquanto o da gasolina pode receber aumento de R$ 0,22, segundo o Ministério da Fazenda.

Pois você nada mais pode fazer além de aceitar e tentar se adaptar com os novos preços. Para isso, conversamos com especialistas e separamos algumas dicas de como dirigir de forma mais econômica e amigável ao seu bolso.
Marcha na certa na hora certa
Andar a 100 km/h na 3ª marcha é loucura. A 20 km/h na 5ª é pior ainda. Saber a hora de trocar as marchas  e qual a marcha certa é essencial para evitar que o motor consuma além do que o normal. A hora certa da troca é quando o motor está chegando no seu pico de torque. Normalmente, o manual do proprietário diz em que regime ele estará.VEJA

Pneus alinhados, calibrados e no tamanho correto
Os pneus precisam estar alinhados, calibrados e também no tamanho certo. Pneus ou rodas muito grandes fazem com que o carro use mais força que o comum e, consequentemente, gaste mais combustível e até piore o desempenho do carro. Com o descalibrado ou desalinhado o resultado é o mesmo: motor utilizando força demais e gastando mais do que o necessário. Segundo o CESVI, os pneus podem aumentar o consumo em até 10%.
Acima de 80 km/h, vidro fechado
Otimizar a aerodinâmica é um dos pilares de desenvolvimento de qualquer carro moderno. Manter os vidros abertos acima dos 80 km/h é extremamente prejudicial para o fluxo de ar na carroceria. O ar entra na cabine e gera resistência fazendo com que o motor tenha que se esforçar além da conta. Fechar os vidros normaliza o fluxo de ar e facilita o trabalho do motor e do seu bolso.
Evite carga desnecessária
Segundo um estudo do CESVI, a cada 50 kg de carga adicional o consumo sobe em 1%. Elementos com bagageiros verticais também são prejudiciais tanto pelo peso adicionado quanto pela carga aerodinâmica que eles causam no topo do carro.
Revisões em dia
Esta é essencial em qualquer situação. Manter seu carro com as revisões em dia é pré-requisito para que ele funcione normalmente. A lubrificação, filtros de ar, óleo e combustível, líquidos de refrigeração, tudo isso fora do padrão fará com que o motor consuma mais do que deveria. “As velas também são importantíssimas para que a combustão seja bem feita e por consequência não queime combustível a mais ou a menos”, lembra Gerson Burin, coordenador técnico do CESVI.
Desça engrenado
Um mito criado na cultura popular leva muitos motoristas a desengatarem o carro em descidas – a famosa banguela – para diminuir o consumo. Isso na realidade pode até piorar, já que o motor continua trabalhando para que não desligue, como se estivesse parado no trânsito – onde normalmente há um consumo muito maior. Utilizar o freio-motor é além de mais seguro muito mais benéfico para o conjunto mecânico. “Com sistemas de injeção eletrônica o consumo é quase zero, pois ele identifica que há rotação suficiente para não precisar de combustível”, diz Gerson.
Condução suave e constante
A forma como você dirigi é ponto determinante no consumo do seu carro. “Manter-se atento para evitar acelerações bruscas também fazem parte de uma condução mais econômica”, pondera Gerson.
Planejamento da rota
Planeje-se antes de sair. Se possível, opte por rodovias ao invés do ciclo urbano. Sair em horários com menos trânsito também contribui para menor consumo de combustível. Se seu destino for próximo opte também por outras formas de transporte como onibus, metrô, bicicleta ou até mesmo a pé. Obviamente, esta é a forma mais eficaz de gastar menos com combustível.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...