sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Jovem de 24 anos é executado na guerra do tráfico em Araçuaí



Um jovem de 24 anos foi executado a tiros na noite de quinta-feira (24/09) em uma casa na Avenida das Rosas, no bairro Nova Terra, em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. A Polícia acredita que a execução tenha ligação com o acerto de contas do tráfico de drogas na cidade.

De acordo com a ocorrência policial, cinco elementos encapuzados chegaram em um Fiat Palio preto, placa HJB-6417, de Belo Horizonte, e outro, em uma moto vermelha que deu cobertura ao bando, do lado de fora. Eles procuravam por Robson Dias de Almeida, o Robinho, que estava jantando na casa da mãe.

Gritando “Polícia! Polícia!”, três homens do bando invadiram a casa, enquanto dois permaneceram dentro do carro. Robinho conseguiu fugir para casa de um vizinho, mas foi perseguido e executado a tiros.

Segundo a polícia, foram utilizadas armas de diferentes calibres. Os tiros atingiram a cabeça, tórax, braço esquerdo e perna direita. O crime ocorreu por volta das 19h30 nas proximidades do Ginásio Poliesportivo e provocou pânico e terror na região.

A Polícia Militar foi acionada e Robinho foi levado ainda com vida para o hospital São Vicente de Paulo, aonde veio a óbito minutos depois. Dezenas de curiosos se aglomeraram na porta do hospital para acompanhar a ocorrência.

Os criminosos fugiram pela BR-367 no sentido Araçuaí/Itaobim. O carro utilizado por eles foi encontrado carbonizado por volta das 22 horas, a 10 quilômetros de Araçuaí, na estrada de acesso à cidade de Caraí.

O veículo, que pode ser produto de roubo, foi removido para um pátio credenciado do DETRAN em Araçuaí. “Não há registro de furto. Pode ser placa fria. Vamos ver o número do chassi”, informou a Polícia Militar.

De acordo com a placa o carro pertence a uma agência bancária e foi licenciado em 2015, sem impedimentos.

Robson Dias Almeida tinha várias passagens pela polícia e respondia processos por tráfico de drogas, posse ilegal de armas, homicídio, entre outros crimes.









Guerra do Tráfico

A Polícia acredita que a execução de Robinho tenha ligação com o assassinato de um outro traficante de Araçuaí, Sidney Rolim de Jesus, o Dó, de 38 anos, ocorrido no dia 6 de agosto, durante uma emboscada em uma estrada de acesso ao município de São Geraldo da Piedade, no Vale do Rio Doce.

Sidney foi morto após sair da penitenciária de Governador Valadares para trabalhar. Ele cumpria pena por tráfico, em regime semiaberto.

Segundo a Polícia Militar, Sidney Rolim foi morto em uma emboscada por dois homens que estavam escondidos no matagal. Ele foi alvejado por 7 tiros que atingiram cabeça, braço, tórax, pescoço e uma das mãos.

“Há suspeitas que Robinho fazia parte do Grupo do Dó. Tudo leva a crer que esses crimes têm ligação direta com o tráfico de drogas”, disse um policial.

As investigações estão sob responsabilidade da Polícia Civil e em ambos os casos, ninguém ainda foi preso.
Aconteceu no Vale 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...