domingo, 22 de novembro de 2015

Entrevista com o vereador Tadeuzinho


O Jornal Local de Capelinha, realizou uma entrevista com o jovem político. Leia abaixo.
JORNAL LOCAL: Surpresa das últimas eleições para vereador, a que o senhor atribui sua votação nas últimas eleições (945 votos)?
TADEUZINHO: Eu atribuo minha votação expressiva ao fato de que ao longo da minha vida trabalhei em vários setores da área pública e em muitas empresas privadas, e por onde passei, durante esses anos de trabalho, consegui fazer inúmeros amigos e acabei por me tornar conhecido por muitas pessoas. E passei também a conhecer as várias necessidades da população. Daí para frente, alguns amigos me incentivaram a ser candidato e me apoiaram com muita força.
JL: Porque meses após assumir seu cargo na Câmara no grupo da situação política, o senhor se posicionou contrário à administração municipal?
TADEUZINHO: Tomei posse em 1º de janeiro de 2013, e quando assumi a cadeira foi com a única finalidade de defender os interesses da população. Ao passar alguns meses, comecei a perceber que havia um jogo de interesses pessoais dos quais eu discordo, e tive certeza desses interesses pessoais quando o grupo de situação tentou me forçar a votar favorável ao PL-040, um projeto de lei que seria realmente necessário se não fossem as distorções implantadas para atender os interesses exclusivos daquele grupo que transformou o PL-040 em um “cabide de empregos”. Daí pra frente, não tive mais condições de participar de um grupo político que buscava sempre e em primeiro lugar os seus próprios interesses.
JL: O senhor e o vereador Luciano Macedo, antes amigos, trocaram farpas nas redes sociais. Porque se desentenderam? Como está a relação entre vocês, que já foram do mesmo grupo político?
TADEUZINHO: O vereador Luciano Macedo e eu tivemos apenas algumas divergências de ideias quanto à politica, hoje possuímos uma relação de respeito, e sempre que ele ou qualquer outro vereador apresentar um projeto que beneficie a população, eu estarei apto a votar favorável.
JL: Neste quase três anos como vereador, qual foi sua contribuição para Capelinha? O senhor apresentou algum projeto relevante?
TADEUZINHO: Apresentei inúmeros projetos de leis, como a lei que regulamenta as licitações a nível municipal dificultando as fraudes. Apresentei também requerimentos, como o que defende o período de seis meses de licença-maternidade para servidoras municipais; inúmeros requerimentos para calçamentos e asfaltamento de ruas; para solicitar audiência pública sobre segurança pública, além de conseguir pequenos recursos para instituições, como, por exemplo, R$15 mil reais para o Lar Mamãe Dolores e R$20 mil para o PROERD, que é um programa da Polícia Militar para orientar crianças e jovens sobre os males das drogas. Mas o que considero o mais importante no meu trabalho é a fiscalização, e nesse sentido fiz inúmeras denúncias ao Ministério Público, trabalhei em CPIs (comissões parlamentares de inquéritos) para investigar as empresas que prestam serviço à máquina pública; trabalhei em uma CPI para investigar o desvio e a troca de morfina por dipirona na Fundação Hospitalar, entre várias outras coisas. Nos próximos dias, anunciarei uma emenda para um projeto maior que já estou conseguindo. É importante enfatizar que o vereador não pode criar nenhum projeto que gere gastos ao município.
JL: Qual é a sua avaliação sobre a atual administração municipal?
TADEUZINHO: Creio que a atual administração muito pouco fez em relação ao crescimento do nosso município, que se dá por mérito do povo trabalhador e dos empresários, que são grandes e corajosos empreendedores. E, como sempre, o caso se repete, quando se aproxima o ano eleitoral, então a administração começa a fazer uma obra aqui e outra ali a fim de maquiar a realidade do município, fazendo o povo se esquecer dos dois anos e meio nos quais praticamente nada foi feito.
JL: O senhor será candidato a prefeito de Capelinha nas eleições do ano que vem?
TADEUZINHO: Participo de um grupo politico que trabalha com o intuito de lançar um novo candidato a prefeito nas próximas eleições, um candidato que não tenha ligação com as antigas politicagens. Creio que me enquadro neste perfil que almeja o grupo, mas dependerá da vontade popular. Se a oportunidade aparecer, eu a agarrarei. Estou e estarei sempre à disposição da população de Capelinha.
NOME COMPLETO: Tadeu Filipe Fernandes de Abreu
IDADE: 29 anos
ESTADO CIVIL: casado há oito meses com Ana Rita
FILHOS: será pai de uma menina, Ana Júlia, nascimento previsto para o mês de março de 2016.
FORMAÇÃO: cursa Administração Pública pela UFVJM (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri)
ENTREVISTA JORNAL LOCAL, ROSA SANTOS | 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...