sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Homem ataca mulheres durante caminhada no bairro Bouganville



Segundo as vítimas, ele é branco, tem vinte e poucos anos e anda em uma moto Titan vermelha
Durante esta semana, pelo menos três mulheres que faziam caminhada na avenida Bouganville, no bairro de mesmo nome, em Capelinha, foram atacadas por um homem em uma moto. Uma das vítimas, de 34 anos, relata que ontem, dia 26 de novembro, pouco depois das 20h, após contonar o canteiro central próximo à última casa da avenida, percebeu que um motoqueiro se aproximava devagar e, ao sentir que ele iria tocar em suas nádegas, a mulher subiu no canteiro central e começou a gritar. “Eu achei que fosse morador do bairro, pois ele reduziu a velocidade da moto e veio com a mão em minha direção, chegou a tocar em mim”, relata. A vítima conta ainda que, ao perceber que ela iria chamar os vizinhos, o motoqueiro saiu devagar, olhando para trás. “Moro no bairro Maria Lúcia, e faço caminhada no Bouganville porque a pista é propícia. No momento do ataque eu estava sem o celular, mas tão logo cheguei em casa liguei para a polícia. Faço essa denúncia por dois motivos: o primeiro é para que as mulheres fiquem alertas na hora de fazer caminhada, pois isso é algo que pode ocorrer com qualquer uma de nós. E o outro motivo é para pedir que haja mais policiamento nas ruas, eu nunca vi uma viatura da polícia no bairro Bouganville no período da noite, que é quando faço minhas caminhadas”, salienta.

Outra mulher atacada por um motoqueiro no mesmo local conta que o rapaz é branco, aparenta ter vinte e poucos anos, tem tamanho mediano e, no momento da agressão, usava camiseta branca e estava em uma moto vermelha do tipo Titan. A terceira vítima seria uma jovem encontrada chorando próximo ao canteiro central no início da semana. Testemunhas afirmam que ela alegou ter sido vítima de uma tentativa de abuso por um homem que passava em uma moto.

A Assessoria de Comunicação da 23ª Companhia de Polícia Militar de Capelinha orienta as pessoas que costumam fazer caminhadas, principalmente as mulheres, a não andarem sozinhas, especialmente em horários noturnos. “A bandidagem espera sempre o melhor momento e o local mais propício para atacar, por isso o ideal é que as caminhadas sejam feitas em grupo. Quando isso não for possível, o melhor é andar locais iluminados, próximos à residências, para evitar situações como estas”, ressalta o soldado Adriano Oliveira.

O telefone da Polícia Militar, para denúncias, é o 190. E o da Polícia Civil é o 197.
Fonte: Jornal Local 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...