quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Pais surtam e deixam filhos sem alimentação por dez dias em Setubinha


A Polícia Militar (PM) de Setubinha, no Vale do Mucuri, conseguiu resgatar, nessa terça-feira (16/02), uma jovem de 18 anos, dois adolescentes de 14 e 12 anos e uma criança de 10 que estavam há 10 dias sem alimentação. Eles foram obrigados pelos pais, que têm problemas mentais, a beber somente água durante esse período.
De acordo com o boletim de ocorrência da PM, funcionários dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) acionaram a corporação e informaram que o homem e a mulher, ambos de 42 anos, surtaram e iniciaram um jejum.
Militares, uma assistente social, uma psicóloga e um enfermeiro deslocaram para o imóvel, localizado em uma área rural conhecida como Córrego Setúbal. Ao avistar os policiais, o casal se trancou com três filhos na residência. O menino de 10 anos fugiu para uma mata. Como o garoto e os irmãos era proibidos de sair de casa, ele teria se assustado com a chegada de pessoas estranhas.
Policiais cercaram a casa e, aproveitando que uma das janelas estava aberta, a equipe entrou. Os pais estavam muito agitados e precisaram ser imobilizados. Em conversa com a assistente social, os filhos contaram que a mãe estava sem comer há um mês. Já o pai não se alimentava há 20 dias.
Quando eles ordenaram que os outros membros da família também não se alimentassem, os filhos conseguiram esconder algumas laranjas, que foram divididas entre os quatro. Ainda conforme a polícia, nenhum tipo de alimento foi encontrado no imóvel, apenas garrafas de água.
Como nenhum carro chega ao terreno da família e o casal estava muito fraco, os policiais tiveram que carregar a mulher e colocar o homem em um carrinho de mão até conseguirem chegar no local em que a viatura estava estacionada. Eles foram levados para a Policlínica Municipal e, em seguida, encaminhados ao Hospital Galba Veloso, na região Oeste de Belo Horizonte.
Os adolescentes e a criança ficaram sob a responsabilidade da irmã mais velha, que já atingiu a maioridade. O caso será acompanhado pelo Conselho Tutelar de Setubinha.
Otempo

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...